Valdevan Noventa - Um líder não nasce por acaso!

27 de Abril de 2018

6 mil trabalhadores encerram Campanha Salarial com chave de ouro

6 mil trabalhadores encerram Campanha Salarial com chave de ouro

Os condutores de São Paulo deram uma verdadeira lição de persistência, unidade e mobilização nas negociações da Campanha Salarial, garantindo ganho real, manutenção do emprego e expressivos avanços nas cláusulas sociais. Na tarde de quinta-feira (26), mais de 6 mil trabalhadores comemoraram a vitória, fazendo com que o SINDMOTORISTAS entrasse para a história como o primeiro sindicato do país a derrubar os efeitos da nova Lei Trabalhista.

De modo ousado e desafiador, o presidente Valdevan Noventa, junto com a diretoria da entidade, não se intimidou com os efeitos da nova legislação – com o cenário econômico e financeiro que assombra o Brasil – e conduziu uma batalha de negociações com os empresários de ônibus e o Poder Público.

Em seus discursos, vários dirigentes enalteceram a “política pé no chão” como estratégia deste movimento que enfrentou e superou inúmeras dificuldades em busca de conquistas. Contrariando a realidade econômica e política do País desfavorável à classe trabalhadora, com o desemprego na casa dos 13 milhões de pessoas e essa Lei 13.467 que veio com o propósito de liquidar direitos trabalhistas, os condutores de São Paulo não se intimidaram, com unidade e força encararam e superaram os desafios para alcançar seus objetivos.

Mas, também, não faltaram críticas aqueles que andam na contramão da luta e colocaram seus interesses acima do bem maior da coletividade. O secretário de patrimônio, Valdemir Santos Soares (Moleque), disse que é inaceitável atitudes egoístas e oportunistas de pessoas que querem descontruir a história da categoria. “Há 15 anos espero este momento. Lutei muito pelos companheiros da minha garagem, a Ambiental.  Saio desta campanha de alma lavada porque conseguimos na Gestão Noventa a tão sonhada remuneração diferenciada para os motoristas de trólebus, articulados e biarticulados”.

Exausto, mas feliz, o presidente do SINDMOTORISTAS, Noventa, na sua fala, enfatizou seu compromisso com a verdade e a responsabilidade de representar os interesses de uma das mais importantes categorias profissionais do Brasil. “Quero agradecer a todos os companheiros que lutaram comigo nesta campanha salarial tão difícil e desafiante. Dedicamos todos os esforços, trabalhando com sabedoria e esgotando todas as possibilidades de negociação até conseguirmos uma proposta salarial à altura da grandeza dos trabalhadores em transportes. Com habilidade fomos tirando cada pedra do caminho”.

Antes de apresentar a proposta salarial na íntegra, o presidente do sindicato destacou o que considera a conquista mais importante por seu cunho social: a garantia dos postos de trabalho. “Asseguramos nossos empregos na licitação que prevê que nenhuma linha de ônibus será licitada sem a presença dos cobradores e que não haverá redução da frota”.

Por fim, Noventa colocou para apreciação na assembleia a proposta com os principais pontos. O anúncio de cada benefício foi comemorado com festa por todos os trabalhadores.

– REMUNERAÇÃO DIFERENCIADA DE APROXIMADAMENTE 12% SOBRE O SALÁRIO ATUAL PARA MOTORISTAS DE TRÓLEBUS, ARTICULADOS E BIARTICULADOS;

– PLR (PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS) DE R$1.300,00;

– REAJUSTE SALARIAL DE 2,80%, SENDO 1,23% ACIMA DA INFLAÇÃO;

– 04 (QUATRO) DIAS DE ABONO AO ANO PARA AS MÃES LEVAREM SEUS FILHOS AO MÉDICO;

– AUXÍLIO FUNERAL GRATUITO;

– REAJUSTE DE 5% NO VALE REFEIÇÃO, O VALOR DA UNIDADE É DE R$23,00;

– 60 DIAS PARA SOLUCIONAR TODAS AS IRREGULARIDADES, INCLUSIVE, DE ORDEM SALARIAL, NO SETOR DA MANUTENÇÃO;

– RENOVADAS AS DEMAIS CLÁUSULAS DA CCT.

Por unanimidade e aclamação, os 6 mil trabalhadores aprovaram a proposta, encerrando com uma grande vitória a Campanha Salarial 2018.