Valdevan Noventa - Um líder não nasce por acaso!

20 de Fevereiro de 2018

Enquanto muitos celebram, condutores trabalham no aniversário de São Paulo

Enquanto muitos celebram, condutores trabalham no aniversário de São Paulo

Neste 25 de janeiro, feriado de aniversário dos 464 anos de São Paulo, enquanto a maioria da população está de folga e com uma agenda de atividades festivas para curtir esse dia especial, grande parte dos 50 mil trabalhadores em transportes cumpre sua rotina diária, desempenhando a missão de transportar milhares de pessoas.

Assim como São Paulo, essa categoria não para. Embora mais sossegado, hoje é um dia normal para os profissionais do volante, com a movimentação logo cedo nas garagens, um entra e sai de motoristas, cobradores e trabalhadores da manutenção, pois os ônibus têm que estar nas ruas.

Para nós, condutores, trabalhar nos feriados, faz parte da nossa profissão. E, depois, por tudo que São Paulo nos proporciona ela merece nossa dedicação e carinho”, declarou o presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores/SP, Valdevan Noventa.

Paulistanos de origem ou por adoção, muitos trabalhadores da categoria têm suas histórias e apreço pela cidade das oportunidades. O baiano Gildásio Cavalcanti Brito, motorista da Viação Gato Preto é um deles. “Realizar um serviço essencial como é o transporte por ônibus é gratificante, é minha contribuição para uma cidade que dá tanto para mim”.

José Figueiredo Oliveira, companheiro de profissão e de garagem do Gildásio, compartilha do mesmo sentimento de gratidão. “Sempre digo para os meus passageiros que não há “terra” melhor no mundo para fazer a vida. Aqui me tornei um trabalhador e pai de família.  Não importa se é feriado ou dia normal, dentro do ônibus trabalho com prazer”.

O presidente do sindicato disse que o momento é de celebração e, também, oportuno para conclamar o Poder Público e a sociedade civil para pensar políticas efetivas de mobilidade urbana sustentável, que priorize, sobretudo, o transporte coletivo público de passageiros e que valorize os profissionais do volante. “Entendo que as mudanças se fazem necessárias e será, sem dúvida, um grande presente para a cidade de São Paulo e seus moradores”, observou Valdevan Noventa.