Valdevan Noventa - Um líder não nasce por acaso!

23 de Março de 2018

Lideranças discutem os rumos do sindicalismo no Brasil

Lideranças discutem os rumos do sindicalismo no Brasil

Os impactos da nova legislação trabalhista na sociedade e na atuação dos sindicatos foram pauta de um encontro que reuniu grandes personalidades do meio político e sindical do país.

Nessa última quinta-feira (22), o deputado estadual Campos Machado (PTB/SP), o presidente nacional da UGT Ricardo Patah, o presidente do Sindicato dos Padeiros Chiquinho Pereira, o assessor de comunicação Mauro Ramos e o secretário do DIEESE do SINDMOTORISTAS, Chiquinho, representando na oportunidade o presidente da entidade, Valdevan Noventa, reuniram-se para debater, entre outros temas, a lei nº13.467/17 que dilapidou a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e mexeu profundamente nos alicerces da organização sindical.

No encontro, Chiquinho falou do momento delicado que vive a categoria dos condutores de São Paulo. “Estamos em plena campanha salarial e os desafios da gestão Valdevan Noventa são grandes. Na próxima semana acontecerá a primeira rodada de negociação e o patronal já sinalizou com uma pauta própria para precarizar e até retirar direitos dos trabalhadores, respaldado por essa lei que só interessa o setor econômico. Paralelamente a isso, acontece o processo licitatório do sistema de transporte público da capital paulista”.

Apesar das dificuldades, Chiquinho disse estar confiante no êxito dessa campanha. “Temos a sorte de contar com um grande líder para comandar a nossa luta, que é o presidente Valdevan Noventa. Estamos certos que ele nos conduzirá à vitória, garantindo melhorias salariais e sociais, além da manutenção dos nossos postos de trabalho”, afirmou o dirigente.

Sobre o movimento de resistência à Lei 13.467, o presidente da UGT declarou que as centrais sindicais estão trabalhando conjuntamente em várias frentes no Congresso Nacional e na Justiça, onde está sendo questionada sua constitucionalidade por meio de várias ADINs (Ação Direta de Inconstitucionalidade).

Já o deputado Campos Machado ressaltou a importância desses encontros e a necessidade de ampliar as discussões com todos os setores da sociedade, principalmente, porque é um ano de eleições em que os brasileiros vão escolher seus representantes e decidirem seu futuro.

No encontro, as lideranças ainda destacaram a importância de continuarem firmes e comprometidas com a defesa permanente da democracia e da liberdade no Brasil.