Valdevan Noventa - Um líder não nasce por acaso!

1 de Março de 2018

Motoristas e Cobradores de Ônibus aderem à Manifestação contra a Reforma da Previdência

Motoristas e Cobradores de Ônibus aderem à Manifestação contra a Reforma da Previdência

Uma grande manifestação contra a Reforma da Previdência promete parar a Avenida Paulista nessa próxima segunda-feira, (19). O ato conta com a adesão dos motoristas e cobradores de São Paulo, conforme aprovação da categoria em reunião plenária acontecida na manhã dessa sexta-feira (16), na sede do SINDMOTORISTAS, entidade filiada à UGT.

Mesmo que a anunciada intervenção federal na segurança no Rio de Janeiro seja apreciada pelo Congresso Nacional, refletindo na tramitação da votação da Reforma da Previdência, as centrais sindicais definiram que o ato em repúdio à reforma será mantido.

Conforme o presidente da entidade, Valdevan Noventa, a categoria está unida contra a série de ataques do Governo Federal em face aos direitos dos trabalhadores. No ensejo, Noventa voltou a cobrar disposição e compromisso dos dirigentes sindicais no combate à nova Lei Trabalhista em todas as empresas de ônibus do sistema.

Não podemos aceitar as mazelas de alguns patrões. Nossa entidade encaminhou ofício ao SPURBNUSS (sindicato patronal) informando que estamos recomendando aos trabalhadores a não aceitarem que as homologações sejam feitas sem a presença do sindicato. Por isso, orientem a todos os companheiros a exigirem o acompanhamento do sindicato nos atos de homologação”, afirmou.

Ainda no ofício, foi ressaltada a responsabilidade de cumprir o todas as cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2017/2018, em vigência até o próximo dia 30 de abril. “Estamos atentos às nossas pautas de reivindicações. A exigência da presença do sindicato nas homologações será inserida na CCT”, prometeu.

Por fim, prestigiados pelos representantes da Nova Central, Luizinho e Naílton, e da CTB, Renê Vicente, os companheiros dos transportes aprovaram por unanimidade a participação da categoria na grande manifestação contra a Reforma da Previdência que acontecerá na próxima segunda-feira (19), às 16 horas, na Avenida Paulista.

O presidente Valdevan Noventa encerrou a plenária conclamando os trabalhadores para o grito de guerra: NOVA LEI TRABALHISTA? AQUI, NÃO!