Valdevan Noventa - Um líder não nasce por acaso!

1 de Março de 2018

Nos últimos 4 anos, cerca de 8 mil trabalhadores receberam atendimentos oftalmológicos

Nos últimos 4 anos, cerca de 8 mil trabalhadores receberam atendimentos oftalmológicos

Sem sombras de dúvidas a visão é um dos sentidos mais importantes do ser humano. Por isso, há 40 anos o SINDMOTORISTAS (entidade filiada à UGT) conta com uma parceria que garante a saúde dos olhos dos trabalhadores e seus familiares. “Apenas nos últimos 4 anos, cerca de 8 mil atendimentos oftalmológicos foram realizados por meio do sindicato”, conta o presidente da entidade, Valdevan Noventa.

Há quatro décadas, a oftalmologista Anália Suehiro conseguiu o seu primeiro emprego no ambulatório médico do sindicato. Começava aí uma sólida relação de cumplicidade e carinho com a categoria que perdura até os dias de hoje. “Minha história como médica se mistura aos dos condutores. Eu me emociono só de lembrar que hoje atendo os bisnetos dos meus antigos e fiéis pacientes, por mim está passando a quarta geração de trabalhadores”, declarou Dra. Anália.

A médica trabalhou efetivamente no ambulatório do sindicato até o ano de 2000, depois comunicou à direção da entidade de que estava se desligando para se dedicar a demanda de pacientes da sua Clínica de Olhos AS. Mas para a felicidade da Dra. Anália, a parceria com o SINDMOTORISTAS continuou e prosperou, quando as partes firmaram um convênio para a prestação do serviço oftalmológico à categoria.

Conforme os dados da Secretaria de Saúde, 7.817 associados passaram em consulta na clínica. Segundo a médica, os problemas de visão mais comuns dos trabalhadores são vícios de refração, alterações visuais devido à hipertensão e diabetes, e a necessidade de uso de lentes corretivas. Os casos de glaucoma e catarata são minoria.

Por atender tantos anos os condutores e seus familiares Dra. Anália é muito conhecida. “Uma vez eu estava na República, região central de São Paulo, aguardando o sinal verde para atravessar na faixa de pedestre e de repente um ônibus parou interrompendo o trânsito local. Eu olhava sem entender a situação quando o motorista, com a cabeça para fora do ônibus, gritou: Dra. Anália pode passar! Naquele momento eu morri de vergonha, mas depois ri muito do acontecido”, comentou.

A médica sempre destacou sua ótima relação com a Administração de Valdevan Noventa. “O presidente do sindicato tem feito um relevante trabalho. Assim como eu, os meus pacientes têm a mesma opinião”, disse.

Novo Endereço:  Rua Vergueiro, 2045, 9º andar,  Conjunto 904, São Paulo, próximo ao Metrô Ana Rosa.