Valdevan Noventa - Um líder não nasce por acaso!

29 de Março de 2018

Valdevan Noventa defende trabalhadores na primeira rodada de negociação

Valdevan Noventa defende trabalhadores na primeira rodada de negociação

Aconteceu na manhã dessa última quinta-feira (29), a primeira rodada de negociação entre o SINDMOTORISTAS e o SPURBANUSS. O encontro contou com a presença do presidente Valdevan Noventa, diretores e da comissão de trabalhadores, representada por profissionais das garagens de todas as regiões da cidade.

O desejo de se firmar um acordo coletivo por meio do diálogo foi manifestado pelas partes. “O caminho para buscar um entendimento ficará mais fácil se os empresários reconhecerem que as nossas reivindicações são legítimas e, por isso, devem ser atendidas. Por outro lado, usar a nova Lei Trabalhista para tentar precarizar nossos direitos levará as discussões ao impasse. Portanto, deixo claro que não hesitaremos em utilizar outros instrumentos de luta para conseguirmos os nossos objetivos”, afirmou Noventa.

Antes de ocorrer de fato a negociação da pauta, o SPURBANUSS apresentou uma radiografia do sistema de transporte público da cidade de São Paulo, que vive momentos de incertezas, pois se encontra em processo licitatório. No entanto, os dados do patronal não tiraram a determinação do SINDMOTORISTAS e do presidente Noventa em busca de mais direitos pela categoria.

“Apontando os rumos tendenciosos da licitação, os patrões têm sinalizado a intenção de discutirem o possível remanejamento dos cobradores.  Não o bastante, eles estão munidos da nova legislação trabalhista, que os protege e mutila os nossos direitos. A lei traz possibilidades da contratação intermitente, possibilitando que no final do mês os trabalhadores recebam menos que um salário mínimo, impõe o banco de horas por acordo individual, entre outros ataques aos nossos direitos. Mas, não vamos aceitar nenhum retrocesso. Por isso, continuemos unidos e preparados para o embate”, disse Valdevan Noventa.

Também participaram da reunião, o presidente do SINDFICOT, Geraldo Meirelles, o presidente do SINDIESCRIT, Luiz Gonzaga, e Luiz Gonçalves, presidente da Nova Central SP.